Redes sociais aumentarão influência na decisão do consumidor, segundo pesquisa

O Facebook e o Twitter são poderosas ferramentas de insatisfação dos clientes. Disso todo mundo já sabe, afinal, quem nunca reclamou nas redes sociais? Mas, o ideal seria se as ferramentas, ao invés de atrapalhar, ajudassem na decisão de compra do consumidor.

Redes sociais aumentarão influência na decisão do consumidor, segundo pesquisa

Publicada: 31/05/2012

De acordo com um estudo realizado pelo banco Barclays, no Reino Unido, a geração de consumidores que compram por meio, ou por influência, das redes sociais assumirá um papel de destaque nos padrões de consumo. O levantamento prevê que, em 2021, 41% dos consumidores sofrerão influência das redes sociais ou, até mesmo, deverão usá-las para realizar suas compras.

Esse novo modelo de compras leva o nome de social commerce e promete duplicar nos próximos cinco anos, chegando a alcançar 3,3 bilhões de libras, ou 4,1 bilhões de euros, estima Barclays. Além disso, a faixa etária que mais vai usar o social commerce será dos 25 aos 34 anos.

De acordo com o estudo, no Reino Unido, 70% dos compradores online são usuários ativos de redes sociais. Dessa forma, o número de pessoas que passarão a usar as redes sociais, como Facebook, Twitter e Pinterest, crescerá, visto que as novas mídias desempenharão um papel mais forte enquanto agentes influenciadores e integradores de múltiplos canais.

A pesquisa sugere que as empresas explorem novos meios de chegar às comunidades das redes sociais, de forma a criar experiências de compras cada vez mais personalizadas.

Tags: Decisão de Compra Empresas Facebook Pesquisa Redes Sociais Twitter


Luana Costa

Jornalista, trabalha como Web Writer. Antenada no mundo da tecnologia, mas com um gosto cultural particularmente retrô. Usa a frase do autor norte-americano Bill Watterson - salve Calvin e Haroldo! - para se definir: "Pessoa simples, de gostos complexos."