Publicidade em tempo real começa a ganhar espaço no Brasil

O sistema chamado RTB permite que anuciantes e publishers aproveitem espaços de anúncio com mais eficiência

Publicidade em tempo real começa a ganhar espaço no Brasil

Publicada: 18/06/2012

A propaganda online passa por constantes transformações. Isso com o intuito de, cada vez mais, se adequar ao mundo digital e não perder o melhor momento para esse tipo de mídia. Pensando assim, um novo modelo de propaganda online cresceu 203% no ano passado e finalmente começa a ganhar espaço nas agências brasileiras.

O novo modelo se chama real time bidding (RTB), um sistema de compra de mídia em tempo real através de leilões. Estima-se que 20% dos investimentos em mídia digital serão efetuados em RTB até 2014. Nos EUA, mais de 85% das agências e anunciantes já aderiram ao modelo. O Facebook anunciou recentemente que está desenvolvendo um sistema em RTB para a venda de seus anúncios.

Com o novo modelo, as empresas poderão comprar, instantaneamente e com menos intermediários, banners que devem atingir justamente o seu público alvo. Tudo isso é feito através de um software que usa dados particulares e de terceiros, sendo possível que os anunciantes identifiquem se as pessoas que navegam em uma página, se aproximam do seu target, podendo fazer lances de em tempo real pelo espaço. Depois de vencer o leilão, a publicidade pode ser entregue em instantes.

Antes, a publicidade online era feita através de volume, sendo calculada pela quantidade de banners adquiridos em uma determinada página e por um determinado período. Dessa maneira, o anúncio atingia muitas pessoas, mesmo aquelas que não estavam interessadas em vê-lo. Agora, com o RTB, será possível que a compra de espaços seja feita por performance, de acordo com a audiência que frequenta determinado site, e com muito mais rapidez.

Tags: Publicidade Real Time Bidding RTB Web


Luana Costa

Jornalista, trabalha como Web Writer. Antenada no mundo da tecnologia, mas com um gosto cultural particularmente retrô. Usa a frase do autor norte-americano Bill Watterson - salve Calvin e Haroldo! - para se definir: "Pessoa simples, de gostos complexos."