"Experimental" é o chavão mais utilizado por brasileiros no LinkedIn

Lista brasileira de chavões na rede social ainda inclui termos como "criativo", "responsável" e "eficaz".

Publicada: 06/12/2012

Numa entrevista de emprego é comum que os candidatos a uma vaga se descrevam usando alguns adjetivos que expressem como eles poderão contribuir com a empresa em questão. Mas, se no escritório os contratantes já estão cansados de ouvir palavras como "dinâmico", "criativo" e "inovador", na rede social que reúne profissionais e contratantes, o LinkedIn, os chavões também estão presentes pra mostrar que seu diferencial pode torná-lo mais comum a outros profissionais do que você imagina!

Um mapa recém divulgado pelo LinkedIn mostra algumas das expressões mais batidas nos perfis de usuários da rede social em todo o mundo e, aqui no Brasil, a campeã é a palavra "experimental". Agora, para ser experimental, de verdade, o ideal é que os profissionais evitem, além dessa expressão, também alguns chavões como "multinacional", “interpessoal”, “organizacional” e “responsável”, que aparecem em segundo, terceiro, quarto e quinto lugar, respectivamente.

Na lista brasileira, há ainda outros clichês como "planejamento estratégico", "novos desafios", "criativo", "eficaz" e "multidisciplinar". Veja lista:

Chavões mais usados no LinkedIn brasileiro:

1) Experimental
2) Multinacional
3) Interpessoal
4) Organizacional
5) Responsável
6) Planejamento estratégico
7) Novos desafios
8) Criativo
9) Eficaz
10) Multidisciplinar

Mapa global com os chavões mais usados no LinkedIn:

*Legenda:

Analítico: Suíça;

Criativo: Estados Unidos, Austrália, Canadá, Alemanha, Holanda, Nova Zelândia, Singapura, Suécia;

Eficaz: Índia;

Especializado: Espanha;

Experimental: Brasil;

Motivado: Malásia, Arábia Saudita, África do Sul, Emirados Árabes, Reino Unido;

Multinacional: Egito, Indonésia;

Responsável: França, Itália;

Tags: LinkedIn Redes Sociais


Audrey Bertho

Jornalista, apaixonada por todas as expressões da arte (com uma quedinha para a música) e antenada com o mundo tecnológico. Adora R.E.M, ipês amarelos, happy hours estendidos e ainda tem esperança no ser humano e em um mundo melhor.